The Little Black Jacket

Na última vez que estive em São Paulo (veja os posts aqui e aqui) aproveitei para dar uma olhada na exposição de fotografias da famosa jaqueta de tweet da Chanel.

A exposição é gigante. A Chanel ficou com toda Oca para a exposição e confesso que era bem maior do que imaginei. Fotografias lindas – com algumas nem tão lindas assim -, mas como um todo achei bastante interessante.

Ver a jaqueta descontruída, com mangas rasgadas, vestidas por homens, por mulheres rockers, classicas, idosas, vestidas como Coco Chanel, todas elas representavam a figura grandiosa da estilista e do universo gigantesco e abrangente que grife possui atualmente, mesmo não acreditando que essa ostentação toda que há hoje em torno da Chanel fosse agradá-la. Sempre reconheci a Chanel como uma mulher que ostentasse a própria força, segurança e noçao de estilo e não glamour, bling, plumas e tudo que vemos.

Falatórios meus a parte deixo vocês com algumas fotos da exposição – até porquê sou dessas que olha tudo e detesta tirar mil fotos – e eu ainda vou ler uma biografia da Chanel-maravihosa:
IMG_1648IMG_20131110_191227

IMG_20131110_191243

IMG_20131110_192444IMG_20131110_194010

IMG_20131110_193232

PANO_20131110_194334198

Espero que muitos tenham curtido a exposição como eu e tenham notado tudo como uma linha do tempo, um transpasse de gerações e estilos, gêneros e profissões.

Confesso que adoraria ter visto numa vitrine a jaqueta em si, quem sabe até uma amostra do tecido pra tocar e saber como é. Já que a proposta também é “quebrar regras” como o Karl Lagerfield adora repetir, seria interessante ter essa parte mais tangível ou próxima e não se manter somente no “icônico”.

Vale a pena ir ao Ibirapuera, circular pela Oca numa exposição bem acabada, com qualidade e ainda, ao final, ganhar dois posteres da exposição, cada um com uma fotografia a sua escolha.

 

 

 

Anúncios

14 opiniões sobre “The Little Black Jacket

  1. Fui nesta exposição no sábado, adorei ver a jaqueta em ação, gostei da simplicidade e ao mesmo tempo da grandiosidade da exposição, prova de uma curadoria ousada, mas segura, que apesar de pregar as peças com simples alfinetes, lembrou de ser luxuosa ao elaborar o cartão da entrada ao elastico usado para prender o brinde.

    Mas confesso que a camara final poderia ter sido melhor usada. Exiate um que de teatralidade a luz baixa nos direcionandi para a surpresa, mas a surpresa sendo fraca!

    Adoro como vc escreve, talvez eu, me inspire e voltee….

    Bjos e mais bjos

  2. Que legal, parece bem interessante essa exposição mesmo. E as fotos ficaram bem bonitas também. Mas seria bom se tivesse a jaqueta, em si, pra ver e não só as fotos… o tecido dela também, mas sei lá se não fariam um auê haahaha…. e também depois de tanto tocar será que não perderia a textura? Não sei… mas a idéia toda é um conceito muito interessante. Eu não manjo nada de todo o ideal em cima da Chanel, mas parece legal ver uma mesma jaqueta sendo vestida por várias pessoas, de várias formas, cada uma com sua personalidade e ainda homens e mulheres.

    FIERCEKRIEG

  3. Quero muito ir ver as fotografias, parece bem legal a exposição… mas agora fiquei decepcionada em saber que não tem a jaqueta lá, que é só de fotos mesmo :< Seria legal pra compor, já que é a peça principal de tudo isso existir, né.

    Beijo ❤

  4. Fotografias lindas! A exposição deve ser mesmo muito interessante.
    Vc disse que gostaria de ler uma biografia dela, e eu lembrei que dei uma de presente pra minha mãe e ela adorou, chama A Era Chanel. É um livro grandão, muito bonito, bem escrito e super bem ilustrado. Acho que vc iria gostar!
    Beijo

  5. Nossa Ingrid, a expo é giga mesmo! Muita coisa para ver, fiquei morrendo de vontade de dar “um pulinho” em São Paulo para conferir… Pena que não é assim tão fácil dar um pulo em São Paulo, né?

  6. Ahh, muito obrigada, Ingrid. Tu é um amor, fico muito agradecida sempre pelas suas palavras tão gentis..
    Me chama lá no Facebook, que eu te envio meu endereço.. e me manda o seu também, pra eu te mandar algum postal ou cartão de natal.
    🙂

    E que exposição linda, adoraria ir pra fotografar, mesmo sendo leiga no assunto.

  7. Também senti falta de uma vitrine com a jaqueta 🙂 Quebraria mesmo a sensação de intangível que as fotos causam. E que exposição gigante! Lindíssima, e toda preto no branco, como Chanel gostaria.
    Beijos ❤

  8. Fiquei inebriado com os seus últimos posts. #Esplêndidos . Nossa, me deu uma vontade de conhecer São Paulo. xD

  9. Acho que a expo deve ser super bacana, mas como você disse, a não-presença da jaqueta deve fazer falta, né? Vi suas fotos de SP em outros posts e fiquei morrendo de vontade de visitar a cidade. Nunca fui, acredita? Só de passagem pra Minas. Definitivamente vou mudar isso em 2014!
    Bjs 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: