Novo Ano. Dedos cruzados.

Tenho tentado constantemente fazer as coisas de maneira diferente. Mudar minha vida; daquele modo que envolve grandes planos e grandes ações. Tentei fazer com que cada dia seja memorável como diz a Stephanie Noelle, e perceber como fazer isso é muito muito mais difícil do que pensamos que é, me trouxe a um dezembro chegando bem mais rápido que o normal e que 2013 passou em um semestre, e não num ano.

Mudar de faculdade, querer encarar um ramo completamente diferente, me preparar pra isso até o último espaço da minha mente é o que merece dedos cruzados para 2014. Desejar que nesse ano eu conviva ainda mais com meus amigos, aliás, eles seguiram com a faculdade de Turismo e eu não, também faz parte da lista. Vivi 2o13 com cautela, planos, cursos, medo e decisão tomada. Agora 2014 é de adrenalina e corrida; e eu sei disso.

Espero não ver um Dezembro chegar em “um trimestre”. Vou me esforçar,  me desdobrar para tentar não ver tudo depressa demais e viajar menos, correr muito e esquecer do que amo. Não quero mais anos pensando no que poderia ter feito mais concentradamente, mais dedicadamente ou no que poderia ter saído para me divertir e viver o que é para ser vivido.

Não gosto de realizações, listas pontuais, nunca consegui seguir isso, nunca me lembrei de olhar a lista pra me lembrar das realizações, só funciono com um objetivo amplo e liberdade pra moldar tudo como a vida vai deixando. Sem me torturar porque não saiu como estava no que planejei. Pelo menos em 2013 funcionou bem, mais do que bem na verdade.

Desejo que todos que me leem aqui conheçam um pouco melhor sobre mim esse ano, quero tornar daqui cada vez mais algo que tenha a minha cara, aliás blog é pra isso, ou pelo menos era lá no comecinho. Desejo conhecer melhor aqueles que vem aqui, ter – quem sabe – a oportunidade de conhece-los pessoalmente, fazer mais amigos ainda a partir do meu blog.

Tudo novo pra esse ano, e que vocês continuem acompanhando minhas mudanças por aqui. Juntos. E eu de olho também no que vocês tem feito em suas vidas. Só vamos lembrar sempre de ter umas crises de risos de vez em quando (tem coisa mais legal que crise de riso?), desacelerar um pouco todos os dias, olhar pro céu, ouvir ao redor; para que correr tanto se daqui não levamos nem deixamos nada, pois até mesmo a memória é algo que se constrói diariamente.

Cruzem os dedos. E vambora viver 2014.

 

Anúncios

3 opiniões sobre “Novo Ano. Dedos cruzados.

  1. Se tem uma meta que eu gostaria de realmente alcançar em 2014 é viver dias mais calmos e contemplativos – o que parece quase impossível nessa rotina louca que a gente leva. Mas juro que vou tentar…

    Boa sorte com a nova faculdade Ingrid, começa quando?

  2. Eu nunca tinha feito metas para o novo ano que chegava, mas esse eu fiz. Os anos se passavam muito depressa e eu não aproveitava em nada; não saia, quase não me divertia… enfim, quero que a partir de agora tudo isso mude. Por isso que fiz as minhas metas, junto com a minha irmã e espero realizá-las. Ás vezes penso que 2014 será um ano muito bom pra mim. Ainda nem começou direito, mas já estou o planejando de uma forma para que tudo ocorra bem pro meu lado. Espero que o seu ano seja próspero e que você consigo tudo o que você não conseguiu em 2013 e tudo o que você sonha! Vambora 2014!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: