Fundação – Isaac Asimov

 Logo que postei sobre minha lista de livros para ler em 2015 eu comecei a ler Fundação de Isaac Asimov. O primeiro livro da Trilogia da Fundação foi uma experiência bastante diferente para mim.

Nunca havia lido ficção científica antes, e, quando comecei a trabalhar na livraria, conheci as obras do Isaac; por conta dele o interesse surgiu. Via essa trilogia e as obras complementares, o livro Eu, Robô e O Fim da Eternidade, e morria de vontade de entender o porquê de tantos prêmios para essas histórias e autor. E depois de ler só esse livro eu entendi.

Fundação foi idealizada por Asimov (físico russo) em 1943, o primeiro livro foi publicado em 1951 e a Trilogia Fundação ganhou o prêmio HUGO como a melhor série de ficção científica e fantasia no ano de 1966.

A humanidade expandiu-se para toda a galáxia e o Império Galáctico é formado. Como o Império atinge toda essa galáxia, para controlar e regulamentar todos os planetas, a burocracia é a força desse império. Porém, em Trantor (capital do império), o psicólogo Hari Seldon está sendo julgado por traição ao desenvolver a psico-história (isso é sensacional), uma ciência desenvolvida por ele em que por meio das análises comportamentais da sociedade se consegue prever o futuro. E uma das principais previsões é a do fim do Império Galáctico que entrará numa “era das trevas” por 10 mil anos.

Hari Seldon apresenta a Fundação, uma enciclopédia galáctica com todo conhecimento humano, como uma maneira de diminuir essa “era das trevas” em mil anos. Sua condenação não é a morte, mas construir essa Fundação no planeta Terminus, um planeta de difícil habitação no extremo do domínio imperial.

Pronto. A história começou e o que a gente começa a ver é um livro dividido por capítulos breves, dinâmicos, com muitos diálogos e que deixam muita margem para interpretação e imaginação. Não há personagens principais e as descrições estéticas de Asimov são breves; o que é realmente relevante na história são as decisões políticas, toda a áurea criada em torno do Hari Seldon e suas previsões, e também no clima de tensão presente em toda a história. Parece que algo decisivo está para acontecer o tempo todo. 

É como se estivéssemos lendo o surgimento de uma nação com todos os seus problemas e nós, humanos, como bons “resolvedores de problemas” tentando encontrar, cada grupo com sua estratégia, um meio para solucionar. Há religião, domínio, controle de massa, muita política, economia, estratégia…É muito assunto, gente, e que renderia horas de conversa e muitas palavras por aqui. De falar, dá vontade de ler novamente, e tentar notar coisas que não havia notado antes.

Eu, que não estava nada acostumada com ficção científica (nem de filmes gosto muito), li o livro em poucos dias. A sensação que tenho é que escolhi o livro certo para começar nesse gênero literário e recomendo muito para aqueles que querem também. Só estou esperando uma folguinha para poder comprar os dois últimos livros da trilogia: Fundação e Império e Segunda Fundação, já que tenho outros livros na fila!

Para comprar a trilogia tem o link da Editora Aleph


Sigam no Facebook e no Bloglovin | Assine a newsletter e receba um resumo mensal do que rolou por aqui!

Anúncios

5 opiniões sobre “Fundação – Isaac Asimov

  1. Pingback: Livros para 2015 | Gosto de Canela

  2. Não sei se eu gostaria de ler, mas a resenha foi muito bem feita.

    Como conversamos aquele dia, isso foi escrito a anos atrás, e desde de então o novo não consegue criar uma visão muito diferente do nosso futuro. Bem estranho isso…vou compartilhar seu post

    Bjos e mais Bjos [Agora de pertinho]

  3. Ihuuuuuuuu, recomendação de livro bom, quem não ama? Já tinha ouvido falar do livro, é um dos favoritos do meu pai (um eterno apaixonado por ficção científica), mas não tinha me interessado até agora. Muito boa a resenha! Um beijooo

  4. Adorei a resenha, tô com super vontade de ler! Uns canais literários que acompanho sempre falam super bem. Aí sem saber do que se tratava direito, dei de presente pro meu cunhado e ele está amando! Assim que ele terminar vou pegar pra ler!
    :*

  5. Eu acho ótimo porque você faz resenha de uns livros que, num primeiro momento, eu não teria interesse nenhum de ler, mas de repente morro de vontade e não sei o que fazer se não puder ler logo de uma vez, nem que seja só pra falar com propriedade e descobrir se vou ter uma opinião parecida com a sua ou completamente diferente. Eu nunca li ficção científica assim, pelo menos não que eu lembre, mas é um gênero que curto bastante no cinema e talvez funcione na literatura também. Vamos ver.

    beijo! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: