Minimalista, flat-out e androginia

Há tempos venho querendo falar sobre algumas tendências e sobre o que as pessoas estão usando por aí. E, por coincidência, essa semana recebi por e-mail um infográfico com 10 tendências comportamentais, umas que estão surgindo e outras que já estão sendo usadas ao redor do mundo.

Dentre as 10 tendências, escolhi 3 que são as que mais tem relação comigo e (acredito) com vocês também.

Nós mulheres temos nos visto cada vez mais empoderadas sem precisar perder a feminilidade e ao mesmo tempo ainda questionamos o que é o “ser feminina” e isso tem respondido em como nos vestimos e nos maquiamos.

Maquiagens mais limpas, minimalistas e práticas mostram nossa necessidade de tempo para realizar tarefas que sejam consideradas mais relevantes; saltos altos atrapalham na hora de enfrentar a correria diária para chegar ao trabalho, encontrar o namorado, marido ou filhos (além de por vezes nos deixar com os pés machucados); e, além disso, começamos a ver uma tentativa de mexer na silhueta do corpo, de dar a mulher (e aos homens também, por que não?) maior liberdade para comprar as peças que quiserem  e terem a aparência e corpo que desejarem.

Muitos dos produtos que nós mulheres usamos (principalmente sapatos) parecem não serem desenvolvidas para nos proporcionarem conforto, segurança, praticidade e mobilidade. Temos cada vez mais tarefas, cada vez mais designers, cada vez mais empresas e os problemas são os mesmos: temos cintos que marcam nossa cintura, mas que atrapalham o casaco, o vestido sobe, a saia enrosca, o sapato machuca, a maquiagem escorre ao longo do dia e transfere na camisa do namorado (a), a modelagem te aperta e não deixa você se abaixar direito… Posso fazer um texto só listando problemas que tenho no dia-a-dia com os produtos tidos como femininos, produtos feitos para nós, mas que não parecem ser para corpos e problemas reais.

Como essas tendências que escolhi falam muito de conforto e praticidade (coisas que eu priorizo muuito!) fiz algumas montagens com propostas de combinações dentro dessas tendências para aqueles que se identificam e quiserem  aproveitar para se inspirar e andar com conforto e liberdade por aí sem parecer que tá de pijaminha pela rua.

Farfetch_infografico_individual_flat_outgostodecanela Farfetch_infografico_individual_genero_neutro
Farfetch_infografico_individual_maquiagem_minimalistaPicMonkey Collage

Espero que estes sejam sinais de mudanças reais e não algo que vai passar daqui 1 ano e meio; que o tênis seja aceito para além de um sapato esportivo, de que percebam finalmente, que mulher não é só aquela que está maquiada feito boneca e usando vestidinho florido, aliás, já estamos em 2015 e já passou da hora desses paradigmas serem quebrados.

No meu painel do Pinterest sempre tô pinando referências como essas, para seguir e acompanhar é só clicar aqui. Camila Faria e Carol Caniato essas tendências são tão a cara de vocês também que eu precisava escrever sobre! ❤

Fonte do infográfico: Farfetch


Sigam no Facebook e no Bloglovin | Assine a newsletter e receba um resumo mensal do que rolou por aqui!

 

Anúncios

11 opiniões sobre “Minimalista, flat-out e androginia

  1. Adorei, eu prezo muito o conforto também, gosto de salto mas ultimamente estou preferindo os mais grossos pois além de charmosos não cansam tanto quanto o de agulha, amo alpargatas para estudar e trabalhar e minhas makes favoritas para o dia a dia são bem naturais. Beijos.

  2. Olha, acho que desabafei tudo sobre isso naquele seu outro post, né? hahaha Mas enfim, concordo linha por linha com você e tenho tentado a cada vez que vou comprar alguma peça, refletir sobre se aquilo vai ser confortável, se estou comprando porque realmente quero ou porque alguém disse ou porque é modinha. Enfim, hoje em dia tem uma quantidade boa de opções e vale a pena pensar em todas essas questões.
    (Vi esses infográficos em outros blogs, mas você foi a única que selecionou e comentou de verdade as tendências. Por isso que gosto de você ❤ hahaha)

  3. Essa mulher da segunda foto é a Christina Caradona? ❤ Me parece ela, inclusive essa roupa tá certinha bem na vibe que eu tô querendo pra minha vidãn! Aliás, tô querendo muiiiiiiito um tênis nesse estilo só que cinza. Adoro meu all star, mas sinto a necessidade de uma coisa que conforte melhor meus pés! )=
    Ai, muito bom ler um post não fofo sobre moda nessa blogosfera. Vemk <('-'<)

  4. Isso também definiu minha vida: tenho pavor de saltos, só uso tênis e sapatos sem salto.. e make, sempre a mais básica possível. Também dou muito valor ao conforto e a praticidade.. e esse é o meu estilo de sempre. Já ouvi comentários de que não sou tão femina ou não sou toda menininha, só porque não uso salto ou 5 kilos de maquiagem. Mas a real é que eu nem ligo se estou no padrão do que as pessoas acham, o importante pra mim é eu me sentir bem com o que eu estou usando!
    Adorei o post 🙂

  5. eu adoooooooro essas tendências, sério. Aliás, vivo usando elas algumas vezes. hahah (tirando tenis esportivo, não consigo usar tenis esportivo no dia a dia sem ser pra academia. Eu juro que acho bonito, mas não em mim!!!)
    e a maquiagem minimalista é amor DEMAIS. (ainda mais pra mim que não sei me maquiar haahhhaah)

    saudades de vir aqui, carããã
    e tá tudo lindo como sempre.

  6. Recebi esse infográfico e achei tão bonito, tão informativo! Ponderei como poderia publicá-lo no Maionese, você fez exatamente o que eu pensei em fazer! ❤ Sou dessas que preza pelo conforto e que tá sempre trabalhada numa vibe minimal (com uns estampados de vez em quando). Mas isso porque tô sempre na correria e não dá tempo de muita coisa, além de vestir algo que aguente o deslocamento + algumas horas de compromisso.

  7. Oie Ingrid!
    Sabe o que acho de mais bacana no WordPress é que ele nos mostra no Leitor outros blogs bacanas para ler, curtir e acompanhar. Simplesmente adorei seu espaço! Muito bacana… Visual clean e conteúdo interessante.
    Tenho um blog também, quando puder fazer uma visitinha ficarei mega contente, vou deixar o link abaixo!
    Bom, continue assim. Sucesso e boas postagens! 😉
    Já estou seguindo o seu Blog!

    Link: http://www.andrehotter.com

    hUg!
    #SpreadTheLove

  8. Oi, Ingrid!
    Entrei pela primeira vez no teu blog hoje e me deparei com esse post, MUITO bom, e amei as montagens.
    Super concordo contigo, tanta “modernidade”, tanto desenvolvimento, mas parece que as marcas não tem pensado tanto assim na gente, tanto quanto merecemos.

    Vou te visitar mais vezes, com certeza.

    Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: